SNMP Como funciona: entenda de vez lendo este post

Quem não tem intimidade com redes, sistemas, protocolos e afins pode achar difícil demais a área de TI porque muito conteúdo na internet não facilita a compreensão de assuntos como estes. Pensando nisso, produzimos este post: SNMP como funciona. Entenda o que é isso, para que serve, e conquiste novos horizontes profissionais em um setor que só cresce.

snmp como funcionaPara começar, vamos ao nome: Simple Network Management Protocol (SNMP), em português, Protocolo Simples de Gerência de Rede; depois, entenda o que é esse tal protocolo: uma série de padrões para gerenciar uma rede, incluindo a Camada Aplicação, programa de banco de dados e conjunto de dados (objetos). É o início de SNMP como funciona.

Basicamente, o SNMP é um dos diversos protocolos de acompanhamento da internet, de acordo com o Internet Engineering Task Force (IETF).

Eita! Complicou… Você pode estar pensando assim agora. Calma, porque tem jeito. Você vai visualizar melhor tudo isso aos poucos. Conhecer o precursor dessa ferramenta ajuda. Vamos lá!

Antes do SNMP, havia o Simple Gateway Management Protocol (SGMP), que gerenciava apenas roteadores de internet. Enquanto o Simple Network Management Protocol pode ser aplicado a sistemas Windows, Unix, impressoras, modem racks, fontes de alimentação etc. Seu uso vai além dos dispositivos físicos, portanto, sendo útil em softwares como banco de dados e servidores web.

Então, para que serve o SNMP, afinal? Para monitorar dispositivos conectados à rede que precisam de atenção de seus administradores. Mas sua atuação pode ser bem mais ampla, porque a capacidade de monitorar completamente a rede é outra vantagem dele. Dessa maneira, o protocolo SNMP não restringe o gerenciamento a um determinado dispositivo.

Na verdade, chegamos a um ponto importante do motivo principal de utilização do SNMP, que é otimizar o desempenho de todos os elementos operando em conjunto, ou seja, de todos os dispositivos conectados a uma rede. E como fazer isso sem “alguém para coordenar” as informações tanto de cada “nó” em separado quanto das vias de comunicação entre eles?

Saiba mais: SNMP como funciona

Primeiramente, respondendo à pergunta anterior, o coordenador, digamos, é o SNMP. Isto é, ele é o responsável por tratar essa enorme quantidade de informações. Além disso, ele organiza e processa os dados. Os Agentes do protocolo expõem os dados dos sistemas como variáveis. Exemplos delas: memória disponível, nome do sistema, número de processos correntes e rota padrão.

Aqui, é relevante explicar algo sobre o Agente. Em um cenário de aplicações tradicionais utilizando o SNMP, há uma série de sistemas a serem administrados – e um ou mais sistemas podem ser responsáveis por gerir os demais. Dessa maneira, o procedimento para que o gerenciamento aconteça está ligado a um componente do programa denominado Agente, que é executado em cada sistema.

Falando ainda em variáveis, cabe a elas auxiliar na compreensão do conceito principal do SNMP, que é tratar os dados de gerenciamento como variáveis pelo seu sistema e, dessa forma, descrever a configuração do ambiente a ser monitorado. Por meio delas, algum dispositivo da rede consegue, inclusive, ser modificado, porque essas variáveis podem ser lidas e/ou escritas pelas aplicações de gerenciamento.
snmp como funciona

Existem hierarquias de organização das variáveis acessíveis via SNMP. E é nas Management Information Bases (MIBs) que essas hierarquias e outros conteúdos secundários (tipo e descrição das variáveis, por exemplo) são definidos.

Agente, gerente… SNMP como funciona? Veja abaixo uma ilustração do fluxo de informação de gestão de rede entre o Agente e o gerente. O que requer adicionar, em cada um deles, dois ou mais módulos de softwares. Um deles é o programa que permite transportar os dados de gerenciamento dos dispositivos e, ainda, implementar o protocolo SNMP, como resultado.
snmp como funciona

Fonte: www.gta.ufrj.br

Componentes Básicos do SNMP

Do que foi dito anteriormente, continuando SNPM como funciona, tenha em mente que uma rede gerida por esse protocolo traz 3 componentes centrais:

1. Dispositivos geridos – são os “nós” da rede gerida por SNMP. Também chamados de dispositivos de rede, eles coletam e armazenam informações de gestão, mantendo esses dados disponíveis para sistemas NMS por meio do protocolo SNMP. Exemplos: impressoras, computadores, servidores de acesso, servidores de rede, routers, switches e dispositivos de armazenamento. Por falar em NMS…

2. NMS (Network-Management Systems) em português, Sistema de Gerenciamento de Redes. É responsável pelas aplicações que monitoram e controlam os “nós” ou dispositivos geridos. Normalmente, o NMS é instalado servidores de rede específicos para as operações de gestão, recebendo, portanto, os dados (pacotes SNMP) de todos os dispositivos.

3. Agentes – enfim, os dispositivos geridos trazem um software (módulo) de gestão de rede chamado Agente. Este contém as informações de gestão locais, transformando essas informações em um formato compatível com o protocolo SNMP.

Esperamos que você, a partir de agora, tenha uma visão ampla e consistente de SNMP como funciona. E que consiga utilizar o conteúdo aprendido hoje para ir além nos seus estudos. Ah! Já que a ideia é aprender, fica a dica do vídeo abaixo sobre o Curso Especialista SNMP com Zabbix. Boa sorte!

Referências:
https://www.gta.ufrj.br/grad/10_1/snmp/snmp.htm
https://www.gta.ufrj.br/seminarios/semin2002_1/valeriana/snmp_1.htm
https://pt.wikipedia.org/wiki/Simple_Network_Management_Protocol

Tem dúvidas sobre algum assunto em Monitoramento de TI?

Deixe aqui temas que gostaria de ver em nossos canais e vamos preparar conteúdos especiais para você.

Acesse o nosso canal no Youtube. Clique na imagem e confira.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.