Monitoramento de TI e as tendências tecnológicas para 2020

Monitoramento de TI e as tendências tecnológicas para 2020

Dados em volumes impressionantes, propagação extremamente rápida de informações e consciência da necessidade de proteção delas; novo conceito de Nuvem, aumento do uso de recursos como a Inteligência Artificial e muito mais que promete movimentar a tecnologia e, é claro, o monitoramento de TI em 2020. Confira!

  • Blockchain: esta famosa tecnologia que permite segurança e imutabilidade de transações de criptomoedas como o Bitcoin é um dos destaques entre as grandes tendências na área, especialmente nos Smart Contracts.

À propósito, confiança é algo a ser bastante valorizado não somente neste ano, mas na década. O que tende a favorecer o crescimento de alternativas em torno do Blockchain, que confere transparência e ainda possibilita o rastreamento e a transação de ativos em pouco tempo e a baixos custos.

  •  Inteligência Artificial (IA): as soluções de IA surgem como fortes aliadas em problemas complexos e contra ataques cibernéticos. As empresas poderão contar com elas em sua defesa. Além disso, a Inteligência Artificial promete ser uma ferramenta para a geração de dados e Analytics.

Vale a pena destacar que um bom monitoramento de TI serve para aproveitar as oportunidades obtidas por meio dos dados, consequentemente.

Fique de olho nas novidades

  • IoT e Edge: a Internet das Coisas (Internet of Things ou IoT) vem sendo impulsionada pela crescente produção e, também, pelo aumento no uso de dados. O que colaborou na criação de Edge Computing, um dos conceitos mais relevantes atualmente.

Então, o que é isso, afinal? A Edge Computing é uma modalidade de computação em que a captura, processamento e entrega de dados e informações acontece perto da fonte que gera estes conteúdos.

O resultado dessa facilidade é a diminuição no tempo de resposta que os dispositivos de IoT precisam para realizar certa ação. Drones, robôs e veículos autônomos estão entre as tecnologias que tendem a utilizar com ênfase a Edge Computing neste ano.

  • Nuvem: é sinônimo de eficiência nos processos corporativos; uma parceira e tanto entre os que buscam melhorias em suas relações com clientes externos e internos. Até aqui, nenhuma novidade, você pode pensar. Porém, o up date fica por conta da “Nuvem distribuída”.

Isso significa que os serviços de Nuvem pública passam a ser distribuídos para diferentes locais, sendo o provedor de origem o responsável pela governança, atualizações e operação.

Aliás, é relevante ressaltar que aplicações em cloud computing proporcionam economia e agilidade, além de integração de maior quantidade de dados. No entanto, para que seus papéis estratégicos sejam cumpridos, é indispensável o monitoramento da Tecnologia da Informação.

LGPD e Monitoramento de TI

E tem mais: a LGPD mostra a conscientização sobre o valor que as informações dos clientes têm. A importância cresceu de tal maneira que é urgente em todo o mundo proteger e controlar dados pessoais e sensíveis, bem como estar sempre atualizado neste segmento.

Não é à toa que esta década promete ser marcada por mudanças em ações, práticas e políticas de conduta centradas no uso ético de tecnologias como a IoT e a Inteligência Artificial, por exemplo.

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais brasileira, cujo marco inicial está previsto para agosto de 2020, traz regulamentações rigorosas para as corporações. Quem não cumprir as normas poderá pagar multas significativas em casos como vazamento de informações e desrespeito aos direitos dos usuários, entre outras situações.

Como você viu hoje, o que não falta é mudança no rico e dinâmico universo da tecnologia, e elas surgem e evoluem rapidamente. O que torna indispensável tratar de questões ligadas à ética, transparência e privacidade no meio digital.

Na prática, é preciso não apenas discutir, mas também aplicar ideias, acompanhar seu desenvolvimento, receber feedbacks, ou seja, monitorar processos e estratégias em tempo real. Quando se fala em dados, não podemos esquecer que uma infraestrutura segura requer um monitoramento de TI planejado e executado por especialistas. Pense nisso!

Até a próxima!

Equipe NOTO

Veja mais: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Lei/L13709.htm

 

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.