Fórmula 1 e monitoramento de TI: lições para levar sua TI ao pódio

Milésimos de segundos contam para obter dados, gerar ações e resultados na Fórmula 1. Toda a equipe precisa de informações constantes, relevantes e rápidas para levar um piloto ao topo do pódio. Ou seja, depende de monitoramento.

Assim O post de hoje está só começando.Acelere nele até o fim e confira as lições que as corridas trazem para o mundo dos negócios quando o assunto é TI. Seja proativo, em vez de retroativo!

Em resumo Técnicos, pilotos e gestores trabalham com dados sobre a temperatura da pista, dos pneus; a quantidade de combustível disponível e quanto tempo ele pode durar, entre outros elementos que compõem um histórico.

Dessa forma O monitoramento não tem limites, Tudo pode ser acompanhado, Informações estão por toda a parte… nos bancos de dados, sites, mídias sociais digitais, arquivos diversos.

Portanto qualquer informação pode ser controlada, dos processos de negócios ao total de vendas e faturamento. Em cada empreendimento, é vital saber exatamente que dados monitorar.

Cada detalhe específico é decisivo para tomada de decisões em curto, médio e longo prazos.

Dessa forma Voltando ao exemplo da Fórmula 1, é com base no histórico que os profissionais têm ideia da evolução das melhorias feitas em seus carros, após intervenções no decorrer da temporada.

Tudo isso porque possuem um monitoramento completo, com previsões e benefícios aplicados.

Não rode na pista: monitoramento é estratégico

Fórmula 1 e monitoramento de TI: lições para levar sua TI ao pódio
Monitoramento de negócios com ZABBIX

Anteriormente no tempo do grande Airton Senna, lá estava eu na madrugada de domingo acompanhando a Fórmula 1. Na verdade, ainda faço isso, embora nosso piloto tenha partido prematuramente.

Os carros e a tecnologia evoluíram bastante… Cada milésimo de segundo é superimportante.É enorme o volume de informações coletado a cada instante.Ou você tem o dado exato ou perde a corrida.

Para você que é ou não fã de automobilismo, saiba que a Fórmula 1 é um dos maiores e mais complexos exemplos de monitoramento.

Assim sendo É fundamental saber a temperatura da pista – cada uma possui um contexto diferente.Os desempenhos dos pilotos são influenciados por fatores tais como clima, total de curvas, retas etc.

Então Os técnicos ainda monitoram por quantas voltas duram os pneus, a duração do pit stop, qual a distância do primeiro para o segundo colocado, do primeiro para o último, quem fez a volta mais rápida.

Tem mais: se o piloto fizer uma parada, permanecerá na sua posição? Sem monitoramento, não seria possível saber de tudo isso e de muitos outros detalhes. E não acaba por aí…

Conclusão

Então Como você acha que eles melhoram aquelas máquinas incríveis Com ajuda dos dados, que são coletados e mantidos por um certo período, para comparar a evolução dos carros com os ajustes feitos nas últimas corridas.

Durante as competições, ocorre um controle em tempo real, com informações enviadas dos carros aos responsáveis.

Quando algo não vai bem, o ajuste às vezes é feito na hora, através de comandos remotos. Assim as alterações e conversas com o piloto acontecem o tempo todo. É fascinante, concorda? Eu fico empolgado!

Agora, imagine ter isso no seu negócio, isto é, coletar os dados que interessam e aplicá-los estrategicamente?

Pode ser na troca de equipamentos, na medição de sua audiência ou para conferir se o seu cliente tem acesso aos seus produtos on-line, entre tantas outras opções de monitoramento.

Então, Preparado para levar sua TI ao lugar mais alto do pódio?. Depois, é só me chamar para ter o prazer de estourar champanhe com você, combinado?

Boa sorte! Até a próxima!

Equipe NOTO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *